Dicas de SEO para notícias

10 minutos para leitura

Dicas de SEO para notícias

Em tempos de busca por informação em tempo real, performar bem nos mecanismos de pesquisa pode ser uma tarefa hercúlea para os veículos jornalísticos.

Trazer informações atualizadas, confiáveis e em tempo real é fundamental. Neste artigo trago dicas de SEO para notícias. Ele é especialmente útil (mas não somente) para veículos que fazem cobertura jornalística e buscam melhorar a experiência dos seus visitantes.

Aqui vão algumas dicas de SEO de conteúdo e SEO técnico:

SEO de conteúdo

Títulos

O Google utiliza seu crawler para rastrear e analisar artigos e determinar os títulos e subtítulos corretos do conteúdo. Veja algumas ações que podem ajudar a apresentar o título correto do seu conteúdo nas buscas:

  • Escreva títulos claros e objetivos.
  • Coloque o título do artigo em destaque, acima do corpo do artigo e preferencialmente com uma marcação de heading <h1>.
  • Use, sempre que possível, o título da página informada na tag <title> igual ao título do artigo marcado com a heading <h1>.
  • Faça com que o texto âncora em sua home e/ou página de seção corresponda ao título do artigo.
  • Evite atribuir um link ao título ou subtítulo na página do seu artigo.
  • Não inclua data e hora no título.
  • Os título devem ter preferencialmente entre 10 e 60 caracteres (entre 3 e 15 palavras aproximadamente).

O título é o primeiro call to action para seu artigo. Seja conciso!

Leia também: “Headings e SEO

Conteúdo

Evite “forçar” atualizações nas matérias. Se uma matéria sofre uma mudança considerável de conteúdo, faz mais sentido você publicar uma nova do que atualizar uma existente. No entanto, se precisar atualizar não o faça sem adicionar algo significativo.

Além disso, evite publicar uma matéria muito semelhante a outra já publicada anteriormente. Nestes casos, sempre que possível exclua a publicação antiga e redirecione para a nova.

Não exagere nas atualizações! Em alguns casos, a atualização de conteúdo por ser classificada como cloaking. Cloaking pode ser considerada uma técnica de black hat e consiste em apresentar diferentes URLs ou conteúdos para os mecanismos de pesquisa e para os usuários que visitam o site. Isso é considerado uma violação das diretrizes do Google pois fornece aos usuários resultados diferentes do que eles esperam encontrar em uma página.

Conteúdo duplicado

Os buscadores tentam sempre recompensar conteúdo original e exclusivo, dando crédito à origem. Isso significa que conteúdos copiados, republicados e/ou reescritos terão (na maioria dos casos) um desempenho inferior ao conteúdo original.

Algumas dicas sobre a duplicação de conteúdo:

  • Conteúdo reproduzido: refere-se ao conteúdo obtido de outra base, geralmente obtido de forma automatizada (ex. conteúdos de agências). Evite sempre que possível mas se tiver de utilizar algum conteúdo desta natureza certifique-se de bloquear sua exibição no Google News (<meta name="Googlebot-News" content="noindex">)
  • Conteúdo reescrito: trata-se do conteúdo copiado ou reproduzido, total ou parcialmente, utilizando apenas a troca de algumas palavras mas mantendo-se a ideia original apresentada. Evite esta prática mas, assim como o conteúdo reproduzido, se tiver de utilizá-la bloqueie sua exibição nas buscas (<meta name="Googlebot" content="noindex">).
  • Conteúdo republicado: se você possui autorização para republicar e/ou traduzir conteúdos de outro site, aplique uma URL canônica (rel="canonical") para o conteúdo original. Muitos editores e sites permitem que seus conteúdos sejam republicados/traduzidos visto que podem ajudar a melhorar seu desempenho no Google News, por exemplo. O Google News, por sua vez, pede aos que republicam conteúdos para que façam uso da URL canônica a fim de identificar melhor o conteúdo original e atribuir o devido crédito a ele.

Se você possui muitos sites na sua rede de sites de notícias (um portal por exemplo) que compartilham conteúdo, os conselhos acima sobre republicação são aplicáveis à sua rede. Selecione o que você considera o artigo original e bloqueie as duplicatas ou use URLs canônicas para apontar para o original.

Leia também: “Menos conteúdo = mais conversão

O recurso de URLs canônicas é especialmente útil para informar ao buscador que você deseja exibir nos resultados apenas um artigo (o original). Isso evita que você sofra com a canibalização de palavras-chave, onde dois ou mais artigos concorrem na busca pelo posicionamento para o mesmo termo. Chamamos isso de concorrência interna.

Leia também: “O guia definitivo para SEO de conteúdo

Imagens

Para que o Google News indexe e exiba as imagens do seu artigo corretamente siga estas dicas:

  • Use imagens relevantes para a notícia. Evite imagens genéricas, miniaturas ou logotipos.
  • Use imagens com boa resolução (mínimo 60 x 90 pixels) e formatos adequados.
  • Posicione as imagens junto aos títulos.
  • Capriche nas legendas.

Transparência

Seja sempre transparente com seus visitantes. Eles querem confiar no conteúdo que você produz. Não produza títulos em desacordo com seu conteúdo apenas para trazer o visitante ao seu site. Apresente informações claras, informe a autoria da publicação e disponibilize informação para contato no seu site.

Não trapaceie. As políticas dos buscadores, especialmente as do Google, não permitem sites que tentem se passar por outras pessoas ou organizações. Não são permitidas práticas que enganem os usuários.

SEO Técnico

Além dos cuidados com o conteúdo, alguns cuidados técnicos são essenciais para ranquear bem seus conteúdos nas buscas e Google News.

Leia também: “Google Page Experience: UX como fator de ranqueamento

Utilize AMP

Páginas AMP (Accelerated Mobile Pages) são um formato leve e otimizado para dispositivos móveis. São páginas otimizadas para um carregamento simplificado e quase instantâneo quando acessadas via dispositivos móveis.

Páginas AMP trazem inúmeros benefícios como melhor velocidade de carregamento (melhor experiência para o usuário) e melhor taxa de rastreamento pelo crawler do buscador. Isso faz com que seu site tenha mais chances de alcançar um melhor posicionamento nas buscas.

Rastreamento com AMP
Rastreamento com AMP

Datas

Sempre informe ao buscador datas e horários de publicação precisas. O Google tenta exibir a data e hora da publicação de diferentes formas:

  • Mostre data e horário da publicação de forma clara: preferencialmente entre o título e o corpo do artigo. Evite exibir outras datas na página, como datas de artigos relacionados ou widgets.
  • Use marcação de dados estruturados (recomendado): use as marcações de datePublished e dateModified para informar data da publicação e atualização em páginas AMP ou não AMP.

rel=”canonical” e content=”noindex”

Conforme mencionado anteriormente, caso publique uma notícia em várias páginas do seu site ou rede de sites utilize a tag rel="canonical" e não permita que o conteúdo duplicado seja exibido nas buscas e no Google News.

Para impedir que o artigo seja exibido nas buscas do Google por exemplo, você pode utilizar a tag <meta name="Googlebot" content="noindex">. Para impedir a exibição no Google News utilize a tag <meta name="Googlebot-News" content="noindex">.

Alguns CMSs, em especial o WordPress através do plugin de SEO da Yoast, permitem que você ajuste esse tipo de configuração de forma facilitada na própria edição do artigo.

Marcação de dados estruturados

A marcação de dados estruturados aos seus artigos (notícias, blog posts, receita, etc) permite que o mesmo se torne elegível para aparecer nos resultados aprimorados da pesquisa (rich results). Os rich results permitem que seu artigo seja exibido em destaque de várias manerias dentro das SERPS (páginas de resultado das buscas).

Rich Snippet
Exemplo de Rich Snippet

Teste a marcação de dados estruturados da sua página e se ela está apta para receber rich results.

Conteúdo de vídeo ao vivo

Se você estiver transmitindo um vídeo ao vivo durante um evento, poderá se qualificar para um selo “Ao vivo”, marcando seu vídeo com BroadcastEvent.

É recomendável também que você use a API de indexação para garantir que seu conteúdo de vídeo ao vivo seja rastreado e indexado em tempo hábil. A API permite que qualquer proprietário de site notifique diretamente o Google quando determinados tipos de páginas são adicionadas ou removidas.

Isso permite que o Google agende páginas para um novo rastreamento, o que pode levar a mais tráfego à medida que seu conteúdo é atualizado. Para sites com muitas páginas de curta duração, muitas transmissões ao vivo por exemplo, a API de indexação mantém o conteúdo atualizado nos resultados de pesquisa.

Atualize o cache e use componentes para AMP

Especialmente para páginas AMP, atualize o cache e seus componentes.

Quando as pessoas clicam em uma página AMP, o Google AMP Cache solicita automaticamente atualizações para exibir conteúdo novo para a próxima pessoa depois que o conteúdo é armazenado em cache. No entanto, se você deseja forçar uma atualização no cache, pode enviar uma solicitação de atualização ao cache do Google AMP. Isso é útil se as suas páginas estiverem mudando em função de um evento ao vivo.

<amp-live-list>: adicione conteúdo ao vivo ao seu artigo e atualize-o com base em um documento de origem. Essa é uma ótima opção se você deseja que o conteúdo seja recarregado facilmente, sem precisar instalar ou configurar serviços adicionais no seu back-end. Saiba como implementar.

<amp-script>: execute seu próprio JavaScript dentro das páginas AMP. Essa flexibilidade significa que qualquer coisa que você estiver publicando em suas páginas poderá ser transferida para o AMP. O <amp-script> suporta Websockets, SVGs interativos, etc. Isso permite que você crie páginas de notícias com layouts atraentes, como mapas de cobertura de eleições, gráficos ao vivo e pesquisas de opinião. Saiba como implementar.

Dicas bônus de SEO para notícias

Evite comprar e vender links

Não participe de esquemas de compra, venda e troca de links em larga escala. O Google tem uma política bem clara quanto a esses esquemas de links.

Proteja seus usuários

Considere a segurança um item primordial no seu site. Utilize certificado de segurança e adote medidas de segurança para garantir a privacidade e segurança do seu visitante.

Considerações finais

Siga as boas práticas do Google em relação à produção de conteúdo e implementações técnicas e seus artigos terão mais chances de serem exibidos nas primeiras posições.

Continue lendo: “SEO para redatores – a figura do “redator completo”

Referências:

Inscreva-se

Artigos gratuitos sobre estratégia, SEO, analytics e WordPress diretamente no seu e-mail.

Sobre o autor

Leia também
Home » Search Engine Optimization » Dicas de SEO para notícias
Menu