Atualizações do Google e os profissionais de SEO

9 minutos para leitura

Atualizações do Google

Nos últimos dez anos vimos diversas atualizações do Google nos seus algoritmos de pesquisa. O buscador têm melhorado continuamente para dar ao usuário os melhores resultados possíveis.

É sempre interessante e engraçado (pra não dizer trágico) observar como empresas e profissionais de SEO lidam com estas atualizações. É sempre uma avalanche de análises em sites especializados, previsões de impactos e SEOs desesperados planejando a próxima desculpa que darão aos clientes por conta das suas “estratégias” equivocadas de otimização.

Antes de expor meu ponto de vista farei um breve resumo, ao leitor que eventualmente não acompanha este tema, das principais atualizações do Google nos últimos dez anos. Fique à vontade para pular esta parte se quiser.

Principais atualizações do Google

2011 – Panda

Panda foi a primeira grande atualização do Google dos tempos atuais. Essa atualização tratou de promover uma limpeza nos resultados das buscas removendo sites criados exclusivamente para serem ranqueados. Dois tipos de sites foram afetados: sites de afiliados (que existiam para linkar outras páginas) e sites com muito pouco conteúdo. Foi o princípio do fim dos sites ranqueados com conteúdo de baixa qualidade.

Foco da atualização Panda: conteúdos mais relevantes ao usuário.

2012 – Venice

A atualização Venice foi um marco para compreender as buscas locais feitas pelos usuários. Após esta atualização os resultados das buscas no Google passaram a incluir páginas com base na localização de quem realizou a busca.

Foco da atualização Venice: buscas locais.

2012 – Penguin

A atualização Google Penguin analisou os links que os sites recebiam de outros sites e se estes eram genuínos ou se foram comprados para enganar os mecanismos de busca. A Penguin tentou desencorajar a compra, troca ou a criação artificial de links. Se encontrasse links artificiais, o Google atribuía um valor negativo ao site em questão, em vez do valor positivo do link que teria recebido anteriormente.

A Penguin mudou permanentemente a construção de links da web. Ao invés de obter backlinks pagos e de baixa qualidade, os sites tiveram que trabalhar na construção de uma estratégia bem sucedida de link building mirando links relevantes.

Foco da atualização Penguin: link building relevante.

2013 – Hummingbird

A atualização Hummingbird introduziu os fundamentos da pesquisa por voz. Ela tornou o buscador muito mais atencioso a cada palavra da pesquisa, assegurando que toda a frase seja levada em conta e não apenas termos isolados. Esta atualização foi fundamental para compreender melhor a busca do usuário e fornecer respostas ao invés de uma lista de resultados.

Foco da atualização Hummingbird: valorização de conteúdos escritos de forma natural e não apenas conteúdos super-otimizados para poucas palavras.

2014 – HTTPS/SSL

Buscando valorizar o aspecto segurança o Google decidiu recompensar sites com implementação de HTTPS, que tornam a ligação entre site e usuário mais segura. Muito questionada se realmente tinha impacto direto nos resultados, esta atualização ajudou no avanço de outras tecnologias como o protocolo HTTP2, contribuindo para uma melhor performance dos sites.

Foco da atualização HTTPS/SSL: valorização de sites que ofereçam uma experiência mais segura aos visitantes.

2015 – Mobile Update

O famoso “Mobilegeddon”. Na ocasião, 50% das buscas já eram feitas a partir de dispositivos móveis. A Mobile Update deu aos sites amigáveis para celular uma vantagem de ranking nos resultados de pesquisa do Google para celular. Apesar de seu apelido dramático, a atualização não comprometeu instantaneamente a classificação da maioria dos sites. No entanto, foi uma mudança importante que anunciou a importância cada vez maior do celular.

Foco da atualização Mobile: páginas otimizadas para dispositivos móveis.

2015 – RankBrain

O RankBrain é um algoritmo de última geração que utiliza machine learning para lidar com as buscas. Ele pode fazer suposições sobre palavras que não conhece, encontrar palavras com significados semelhantes e depois oferecer resultados relevantes.

Seu lançamento marca mais um grande passo para o Google decifrar melhor o significado por trás das buscas, servindo melhores resultados. Em março de 2016, o Google revelou que o RankBrain foi um dos três fatores mais importantes de classificação. Ao contrário de outros fatores, você não pode “otimizar para o RankBrain” no sentido tradicional, a não ser escrevendo conteúdo de qualidade.

Foco da atualização RankBrain: valorizar conteúdos de qualidade.

2018 – Speed Update (Mobile)

Reconhecendo a necessidade dos usuários de entrega rápida de informações, o Google implementou esta atualização que fez da velocidade da página um fator de classificação para pesquisas móveis, como já era o caso das pesquisas no desktop. A atualização afetou (negativamente) sobretudo os sites com uma versão móvel lenta.

Foco da atualização Speed Update: valorizar páginas rápidas para dispositivos móveis.

2018 – Medic

Esta ampla atualização do algoritmo causou grande agitação levando à algumas mudanças no ranking. Embora muitos sites médicos tenham sido atingidos com classificações mais baixas, a atualização não foi apenas direcionada a estes. Os objetivos desta atualização não são bem claros. Pode ter sido uma tentativa de combinar melhor os resultados com a intenção de busca ou talvez visasse proteger o bem-estar dos usuários de informações desonestas.

Foco da atualização Medic: valorizar conteúdos verdadeiros/honestos e mais alinhados à intenção de busca.

2019 – BERT

A atualização BERT do Google foi anunciada como a “maior mudança dos últimos cinco anos”. É um algoritmo de machine learning que usa uma técnica baseada em rede neural para processamento de linguagem natural (PNL). O nome BERT é a abreviação de Bidirectional Encoder Representations from Transformers.

O BERT pode descobrir o contexto completo de uma palavra, olhando para as palavras que vêm antes e depois dela. Ou seja, utiliza o contexto e as relações de todas as palavras de uma frase, em vez de uma a uma.

Foco da atualização BERT: melhoria na interpretação de uma pesquisa e da intenção por detrás dela.

2021 – Google Page Experience

A atualização prevista para 2021 e já anunciada pelo Google (não necessariamente com este nome) deverá mexer com os resultados das buscas. O Google Page Experience visa proporcionar melhor posicionamento para sites com melhor performance.

Foco da atualização Google Page Experience: valorizar a experiência do usuário (velocidade, tempo de interação, layout, etc).

Deixei de fora algumas atualizações como Possum (2016) e Fred (2017) mas que também foram importantes.

Passemos então ao meu ponto de vista.

Qual é o problema com os “profissionais de SEO”?

Recentemente me deparei com um artigo com o seguinte título “As principais atualizações do algoritmo do Google e como usá-lo a seu favor“. Sabendo do comportamento da maioria dos profissionais da área resolvi procurar por mais algumas “pérolas”. Lá vai: “Algoritmo do Google: entenda como funciona e saiba como rankear em 2020“, “Plano de ação pós atualização do algoritmo do Google“…

É sério isso?! Olhe para o foco das atualizações!

É preciso que haja uma atualização ou alguém (no caso o Google) dizendo para vocês, produtores de conteúdo e profissionais de SEO, focarem em: conteúdos naturais, relevantes, honestos e de qualidade; link building relevante; segurança para os usuários; páginas otimizadas para dispositivos móveis e experiência do usuário?

Penso que não. Os fatores acima devem ser a busca constante de qualquer profissional de SEO. Tornar a internet um lugar melhor trazendo uma experiência melhor para os usuários, esse deve ser o foco.

Tenho colegas de profissão que brincam de pilotar projetos de SEO, da mesma forma que gerentes de produto brincam de pilotar projetos de metodologia ágeis (já comentei sobre estes em outro artigo).

Estes mesmos colegas de profissão ficam com o ** na mão a cada atualização do Google e perdem noites de sono “medindo” os impactos e bolando “estratégias” para melhorar o ranqueamento. Isso não faz sentido!

Leia também: “10 prós e contras de ser um profissional de SEO

“Foi culpa da atualização!”

Muitos SEOs culpam atualizações do Google por suas perdas e tentam descobrir quais fatores específicos de classificação precisam trabalhar. Essa é a forma errada de pensar no problema.

Se sua estratégia de SEO é vulnerável à uma atualização ou algoritmo que busca beneficiar o usuário então sua estratégia de SEO é ruim.

É possível que uma atualização do Google seja responsável por uma queda no posicionamento das suas páginas? Claro que sim. Mas volto a afirmar, se isso acontecer repense sua estratégia, não culpe o Google.

Don’t hate the player hate the game.

Se sua empresa perdeu posições e acha que foi culpa de uma atualização, certifique-se de ter todos os eventos e atualizações do site devidamente registrados senão você não terá condições de compreender de fato qual foi o impacto da atualização.

Sua empresa não conta com profissionais de SEO? Nunca contrate um que justifique acréscimos ou decréscimos de posicionamento/tráfego em função de atualizações do Google. Se já possui um que faz isso, considere substituí-lo.

Atualizações do Google: uma abordagem holística

Encare a jornada de SEO na sua empresa ou no seu cliente como algo natural e gratificante. Busque uma abordagem holística de SEO, focando nos diversos aspectos envolvidos. Pense em como o visitante encontrará suas páginas na busca, como ele será recebido no site e encante-o pela performance da página (velocidade, visual, conteúdo).

Preocupe-se em oferecer um produto de qualidade, que converse com seu público-alvo. Assim, você não terá de se preocupar toda vez que ocorrer uma atualização nos buscadores. Você estará protegido de um estratégia frágil que pode levar seu negócio à ruína.

Concentre-se no seu site!

Continue lendo: “10 Itens importantes para SEO on-page

Inscreva-se

Artigos gratuitos sobre estratégia, SEO, analytics e WordPress diretamente no seu e-mail.

Sobre o autor

Leia também
Home » Search Engine Optimization » Atualizações do Google e os profissionais de SEO
Menu