Ter um App ou matar o App?

4 minutos para leitura

Com o crescimento do uso de dispositivos móveis muitas marcas estão optando por investir em um aplicativo móvel (App). Mas o colunista e diretor da W2O Group, Aaron Strout (@aaronstrout), alerta que isso pode ser um desperdício de tempo e recursos.

Nos últimos anos muitas empresas desenvolveram aplicativos móveis (ou pelo menos pensaram ter feito). Em alguns casos ter um app é totalmente necessário e justificável. Em outros, pode ser apenas uma desejo do diretor da empresa ou fruto da criatividade de uma agência digital.

A verdade é que não precisamos de tantos apps. Na verdade, poderíamos viver sem 95% dos aplicativos móveis disponíveis no mercado e nem notaríamos. Isso se deve em muitos casos, ao fato do mobile site (aquele site com design responsivo) dar conta do recado, por um custo mais acessível e com muito mais flexibilidade.

Quando um App é imprescindível?

Para ter sucesso um app precisa atender positivamente a pelo menos um dos três fatores seguintes: urgência, repetitividade ou tédio.

Urgência: quando você pensa em um app que atenda ao critério de urgência, imagine um app de localização, armazenamento de dados, transações bancárias etc. Em alguns desses casos, essa questão pode ser resolvida por uma versão mobile do site. Entretanto no caso de localização por exemplo (GPS) onde o usuário pode perder a conexão com a internet é imprescindível que possa continuar obtendo dados para se guiar.

Repetitividade: pense em algo que você tenha que localizar todo dia (uma agência bancária por exemplo), pagar uma conta ou estacionamento ou receber seus e-mails. A questão é que algumas atividades são tão rotineiras que você não quer ter o trabalho de ir ao navegador, digitar dados (correndo o risco de digitar errado e parar onde não quer) e perder tempo fazendo a mesma tarefa todo dia, você quer algo ágil e à disposição em um toque do seu dedo.

Tédio: esse fator está mais relacionado aos games e entretenimento. A ideia aqui é que se você pensa em gastar tempo jogando Candy Crush ou Minecraft provavelmente não deseja esgotar os recursos de memória e bateria do seu celular. Sem mencionar que a interface de um app é ideal para games.

Minha empresa precisa ter um aplicativo móvel?

Faça as seguintes perguntas antes de pensar em desenvolver um app (e agências, façam essas perguntas para seus clientes):

  • Seu app vai resolver um problema associado a um dos três fatores acima (urgência, repetitividade ou tédio)?
  • Há algum caso onde os seus consumidores precisarão interagir com sua empresa onde uma conexão (wi-fi, 3G) não esteja disponível?
  • Qual o plano de manter o app atualizado (o app pode custar de R$ 500,00 a R$ 500.000,00 para ser construído mas assim como um site precisa de manutenção e atualização)?
  • Qual é a estratégia de marketing a ser adotada? Lembre-se que seu app estará concorrendo com milhares de outros apps, muitos deles muito mais engajadores que o seu.
  • Que retorno financeiro seu app vai trazer para o seu negócio que uma versão mobile otimizada do seu site não traria?
  • Você está considerando desenvolver seu app para várias plataformas (Android e iOS)?

E então, você ainda quer ter um app ou matar o app (antes mesmo que ele comece a lhe aborrecer e consumir tempo e dinheiro da sua empresa)?

Continue lendo: “O que é Hospedagem WordPress Gerenciada?”

WordPress
,

Receba dicas de SEO e Analytics gratuitamente!

  • Técnicas para otimizar seu site para SEO, usabilidade e conversão
  • Saiba como analisar o comportamento do visitante no seu site
  • Dicas e tutoriais para oferecer uma experiência única para seus visitantes

Respeito sua privacidade. Leia a política de privacidade para saber como lido com suas informações pessoais.

Menu